ELEIÇÃO " O PODER DO VOTO"

Vivemos atualmente em um regime democrático que siguinifica literalmente um governo do povo, que emana do povo e que a ele pertence. Regime que foi criado na Grécia Antiga onde os gregos elegiam seus representantes e a eles delegavam o poder de representá-los na defesa de seus interesses. Hoje também nus é dado o direito de elegermos nossos representantes Políticos que, devem respeitar o poder que lhe são facultados para bem nos representar e defender nossos interesses, nossas causas e sempre agir norteados pelos valores da ÉTICA, da MORAL e principalmente pensando sempre na defesa dos interesses coletivos da população. Mais será que é isso que acontece hoje com os nossos políticos? A verdade está ai para nos mostra que não, ao contrário, grande parte dos políticos se utilizam do poder que lhe são dados através do voto, para defender apenas os seus interesses pessoais, e estão ai vários exemplos: O Menasalão, o escândalo do panetone no Distrito Federal como governador Arruda recebendo propina e etc.Enquanto os políticos (não todos mas a grande maioria)ficam ricos comendo na mesa farta do poder,Banqueiros ficam cada vez mais ricos,milionários.O Povo continua pobre(são milhões de pessoas vivendo a baixo da linha da pobreza no Brasil.)sem Educação,sem Moradia,sem Saúde sem direito a VIDA.Vida esta que Deus gerou e que os homens a tiram, pois não a vida se não a o que comer se não a onde morar.O povo tem que ter ao menos o direito de ter Esperança de uma vida melhor.Os políticos e todos nós devemos estar comprometidos com o povo de Deus e juntos lutar para acabar com a fome e fazer acontecer Justiça Social. Novamente está em nossas mãos a possibilidade de mudança, mais, uma mudança verdadeira do velho para o novo, já passamos por várias experiências e podemos distinguir o bom do mau político, devemos analisar quem de fato esta trabalhando por uma melhor condição de vida da população, quem esta ao lado da população lutando por uma vida melhor e por nossos Direitos, e, diferenciar essas pessoas daqueles políticos que só aparecem de quatro em quatro anos. Temos uma grade responsabilidade, pois quem elege nossos Vereadores, Deputados, Prefeitos, Governadores e Presidentes somos nós, o que os colocam no poder é o nosso voto. Por tanto o poder é nosso; Então temos que fazer nossa parte para depois cobrar que os políticos façam a parte deles. Para isto devemos estar Organizados e Unidos, pois o poder está em nossas mãos. Um Brasil melhor é possível!Basta agente querer e ir LUTA! Felipe Curi

cidadão em ação

cidadão em ação
inalguração de conjunto residêncial na imbiribeira ao lado do prefeito João da Costa e da Presidente da Caixa Economica

sábado, 29 de maio de 2010




PT E SUAS TENDÊNCIAS.


O partido dos Trabalhadores com seus 30 anos de fundação vêm cada vez mais se modificando na sua essência, segundo minha concepção, principalmente após ter se torna um partido governista nos três entes federativos. O PT foi fundado pelo anseio de setores da sociedade em ter uma organização política partidária capaz de agregar em torno de se varias ramificações e pocisonamento político, ideológico e socialistas, um partido que fosse um instrumento de luta e representação da classe trabalhadora, com essa intenção juntaram-se em torno dessa ideia no pós ditadura militar, intelectuais, sindicalistas, operários, movimentos sociais e setores da igreja católica progressista, e neste conjunto as mais diversas tedências ideológica, Marxista, Troxista, Leninista bolcheviques e etc. A sua concepção e organização é fundamentalmente heterogênia, e para não se transforma em mais um partido eleitoreiro tradicional essa organização interna foi fundamental, chegando ao ponto que no passado o PT nem acreditava na transformação da sociedade através da representação política, sendo estes eleitos pelo voto. Se acreditava na tomada do poder através da revolução popular socialista, como as coisas mudam! Quem hoje imagina o PT sem participar das eleições e elegendo Deputados, Governadores, Prefeitos e Presidente.
O partido mudou e mudou muito, as vesses me pego pensando quando o pt deixar de ser governo como será sua caminhada e seu futuro? O partido como um todo se afastou muito de uma das suas principais bandeiras de luta, a organização dos movimentos populares e sociais, existem muitos companheiros petistas na coordenação e presidindo várias organizações sociais, movimentos e sindicatos, mas o partido se afastou ou talvês nossos militantes tiveram que ocupar os espaços de poder e aparti deste, colocar em pratica as reformas e transformações necessárias para melhora a vida do nosso povo, por tanto faltou companheiros(as) para continuar nossas lutas e organizações através do partido e dos movimentos. Isso siguinifica duas coisas; Primeiro após mais de 30 anos de militância política muitos companheiro perderam um pouco do fervor e deixaram de acreditar nas utopias do passado. Segundo, guardando relação com a primeira observação, não se tem um trabalho efetivo de formação de novas lideranças, de inclusão de jovens militantes, dando a estes a oportunidade também de ocupar espaços de poder tanto no partido com nas gestões petistas. A renovação é essencial para o processo de transformação das sociedades! sem ela a tendência natural das coisas é adaptar-se e se acomodar, principalmente quando a situação atual é boa financeira e politicamente.( E acredito que na política devemos ser recompensados pelo mérito e trabalho político realizado). O Partido dos Trabalhadores está contribuindo e ainda irá contribuir muito com nosso pais, mais em nome de se manter as discussões internas o partido não pode se torna nem numa organização ditatorial, sem democracia interna nas suas decisões, nem tão pouco se torna um partido sem um comando unificado. Não da para continuar, sob infinitas justificativas (as vezes até meritórias) a proliferação cada vez maior de tendências internas ou formação de grupos, que unificam várias tendências e destes grupos surgirem um único lider representantes destes, e entam polarizar a discussão central e tática em torno apenas de quem vai ser o candidato a tal cargo ou não? Qual será o espaço do meu grupo no governo? E ai, haja tendência, haja espaço no governo, haja discussão, tome divergência e nada de união, nada de convergência. Ainda bem que no final das contas quando se junta toda militância, quando as discussões saem da cúpula e vai pra base o partido se uni, e a onda vermelha é maior que qualquer outro interesse, apesar de que está cada vez mais difícil de mobilizar nossa militância, nossas bases, até porque o exemplo maior de mobilização e união tem que vir dos lideres para que todos estejam fortes e conscientes de seus papeis, e juntos colocar em funcionamento o mais importante: A força motriz, capaz de transforma a sociedade e melhorar através de nossa ação política a vida do nosso povo! Fica a reflexão, só não da pra ficar por muito tempo ainda do jeito que está.

Nenhum comentário:

Postar um comentário