ELEIÇÃO " O PODER DO VOTO"

Vivemos atualmente em um regime democrático que siguinifica literalmente um governo do povo, que emana do povo e que a ele pertence. Regime que foi criado na Grécia Antiga onde os gregos elegiam seus representantes e a eles delegavam o poder de representá-los na defesa de seus interesses. Hoje também nus é dado o direito de elegermos nossos representantes Políticos que, devem respeitar o poder que lhe são facultados para bem nos representar e defender nossos interesses, nossas causas e sempre agir norteados pelos valores da ÉTICA, da MORAL e principalmente pensando sempre na defesa dos interesses coletivos da população. Mais será que é isso que acontece hoje com os nossos políticos? A verdade está ai para nos mostra que não, ao contrário, grande parte dos políticos se utilizam do poder que lhe são dados através do voto, para defender apenas os seus interesses pessoais, e estão ai vários exemplos: O Menasalão, o escândalo do panetone no Distrito Federal como governador Arruda recebendo propina e etc.Enquanto os políticos (não todos mas a grande maioria)ficam ricos comendo na mesa farta do poder,Banqueiros ficam cada vez mais ricos,milionários.O Povo continua pobre(são milhões de pessoas vivendo a baixo da linha da pobreza no Brasil.)sem Educação,sem Moradia,sem Saúde sem direito a VIDA.Vida esta que Deus gerou e que os homens a tiram, pois não a vida se não a o que comer se não a onde morar.O povo tem que ter ao menos o direito de ter Esperança de uma vida melhor.Os políticos e todos nós devemos estar comprometidos com o povo de Deus e juntos lutar para acabar com a fome e fazer acontecer Justiça Social. Novamente está em nossas mãos a possibilidade de mudança, mais, uma mudança verdadeira do velho para o novo, já passamos por várias experiências e podemos distinguir o bom do mau político, devemos analisar quem de fato esta trabalhando por uma melhor condição de vida da população, quem esta ao lado da população lutando por uma vida melhor e por nossos Direitos, e, diferenciar essas pessoas daqueles políticos que só aparecem de quatro em quatro anos. Temos uma grade responsabilidade, pois quem elege nossos Vereadores, Deputados, Prefeitos, Governadores e Presidentes somos nós, o que os colocam no poder é o nosso voto. Por tanto o poder é nosso; Então temos que fazer nossa parte para depois cobrar que os políticos façam a parte deles. Para isto devemos estar Organizados e Unidos, pois o poder está em nossas mãos. Um Brasil melhor é possível!Basta agente querer e ir LUTA! Felipe Curi

cidadão em ação

cidadão em ação
inalguração de conjunto residêncial na imbiribeira ao lado do prefeito João da Costa e da Presidente da Caixa Economica

sábado, 27 de fevereiro de 2010




É muito bom comemora um fruto da sua luta ao lado de pessoas super importantes para a realização desta conquista.Neste caso foi a entrega de 108 casas e 04 equipamentos sociais para 108 famílias que lutaram incansavelmente e hoje nos podemos comemora esta belíssima vitória!
"A vantagem de ter péssima memória é divertir-se muitas vezes com as mesmas coisas boas como se fosse a primeira vez."NIETZSCHE.
Ainda bem que temos grandes pensadores para nos guiar nesta grande caminhada que é ser uma grande pessoa nesta vida.As vesses é otimo ter uma péssima memória e esquecer de fato e situações que não merecem ser lembradas.

O QUE TANADO É ISSO "COMPANHEIRO".

Do Blog Josias de Souza


Em entrevista a uma emissora de rádio cearense, o multicandidato Ciro Gomes (PSB) injetou no debate sucessório a teoria da “barata-voa”.

Consiste no seguinte: José Serra trocaria as incertezas da arenga presidencial pela segurança de uma recandidatura ao governo de São Paulo.

“Nesse caso, o PSDB vai chamar o Aécio [Neves] para ser candidato”, teoriza Ciro. “E, em algum momento, o Aécio vai me chamar para ser vice dele”.

Ao cabo dos três movimentos, estaria consumada a atmosfera de “barata-voa”, abrindo-se no cenário eleitoral, no dizer de Ciro, “20 possibilidades”.

Para começar, diz o pluricandidato, “O PT, que hoje me pressiona para o governo de São Paulo, iria querer que eu concorresse à presidência”.

Por quê? Ciro responde: “Porque o Aécio vira favorito, com o apoio do Serra”.

Mas, afinal, aceitaria ser vice de Aécio? De início, o candidato a qualquer coisa disse que reafirmaria sua pretensão presidencial.

Minutos depois, na mesma entrevista, Ciro declarou: “Se acontecer a tese barata-voa, me chamem aqui de novo para conversar”.

O entrevistador insistiu. Se as baratas baterem asas, aceitaria dividir a chapa com Aécio? E Ciro, de bate-pronto: “Por que não?”

Perguntou-se também a Ciro se há corrupção no governo Lula. Ele respondeu afirmativamente, repisando as críticas à frouxidão moral das parcerias do PT:

“Essas alianças são um roçado de escândalos e eu já disse isso ao presidente Lula”.

Ciro voltou a criticar a tática de Lula de converter a eleição de 2010 em plebiscito. Para ele, o “debate plebiscitário e despolitizado” é um “crime”.

De resto, reafirmou que se considera melhor do que Dilma Rousseff: “Ela é boa, mas eu sou melhor do que ela, até porque eu já participei de umas 20 eleições e ela, de nenhuma”.

Como se vê, ficou ainda mais difícil saber a que cargo Ciro deseja concorrer: Presidente? Governador de São Paulo? Vice de Aécio? Nenhuma das alternativas anteriores?

De concreto, por ora, apenas a impressão de que o deputado vai se convertendo, devagarinho, numa espécie de barata-voa de si mesmo.